segunda-feira, 6 de julho de 2009

A mesa ensanguentada

Santa Ceia realizada no dia 05/07/2009 na SIB

Foi numa noite de Quinta feira em Jerusalém, que o Senhor Jesus Cristo, na presença dos seus doze apóstolos, contando Judas, o traidor, durante a celebração da páscoa, instituiu a Ceia. Participar desta esplendorosa mesa deve ser motivo de honra e indizível alegria para todo cristão.
Duas coisas devem nos fazer refletir. A primeira é a mensagem que a Ceia nos passa através dos olhos. Quando adentramos o salão de culto, no dia da celebração da Ceia, nos deparamos com uma mesa ensangüentada e o corpo de um homem dilacerado sobre ela. Tente mentalizar esta imagem. Na Ceia, nos deparamos com a morte. Nossos olhos ao enxergarem os elementos, pão e vinho, devem imediatamente nos fazer ver, simbolicamente, o sangue de Cristo derramado no calvário, e o seu corpo, completamente transfigurado pelos açoites e pancadas, furado pelos pregos e pela lança do soldado romano, exposto sobre a mesa. A Ceia indica, portanto que alguém foi morto e seu corpo está sobre a mesa, de maneira figurada, representado pelo vinho e pelo pão. A primeira imagem que deve estar impressa em nossa mente é a imagem de um homem morto.
O segundo ponto que deve nos levar a reflexão, é que aquele corpo ensangüentado sobre a mesa foi sacrificado. Ou seja, aquele home morto foi sacrificado, oferecido a Deus. Não se trata simplesmente de um homem morto, trata-se de um homem que morreu como um sacrifício a Deus por você. Havia uma imensa dívida que precisava ser paga. Essa dívida era minha e sua. Nós não tínhamos como pagar. O preço era muito alto, completamente impossível de ser pago. Somente seria suficiente para sanar tudo que devíamos. Então, quando olhamos para a mesa manchada de sangue, podemos ver o corpo daquele que decidiu pagá-la em nosso lugar. Cristo nos substituiu na cruz, pagou a nossa dívida por completo. Isaías disse que “o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele”.
A Ceia do Senhor deve nos trazer a memória aquele grande sacrifício. Deve nos fazer regozijar, pois tudo está pago. Ele pagou tudo! Por isso Paulo pode dizer que “nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” (Rm 8.1). Todos os nossos pecados foram perdoados na cruz, pois o Pai recebeu o sacrifício do Filho. Olhe para a bendita mesa que o Senhor preparou para você e participe dela com alegria e gratidão, lembrando sempre daquele que foi morto por você.

Pr. Marcus Paixão

Um comentário:

  1. Marcilio Moreira dos Santos9 de julho de 2009 21:09

    Estou engasgado com o que imaginei.Cristo numa mesa morto e por mim.Pr. Marcus Paixao isto ´e muito serio. Um dia quero visitar sua igreja.

    ResponderExcluir